Reluzentes medalhas de mérito e 5 de Julho

Quando era criança, passava o dia em casa de minha avó materna (hoje minha casa) onde a "sala de visitas" permanecia fechada e às escuras, só se abrindo para limpeza semanal ou para ... visitas, claro! A cada vez que isso acontecia e me encontrasse por perto, lá me apressava eu a entrar na dita sala para ir admirar as fotos de meus antepassados e em particular a de meu trisavô Francisco Cosme Nunes, pelas bigodaças do sujeito e pelas medalhas que ostentava. Muitas perguntas fazia eu sobre estas medalhas. NB: poderão saber mais sobre esse almirante de palmo e meio num artigo que publicara muitos meses atrás, neste blog: (Nhu Cosmi acaba por se casar com a crioula Mariana).
.
Assim aprendi que as medalhas eram objectos que, tal como taças e diplomas, premiavam ou assinalavam feitos ou contributos meritórios daqueles que o recebiam. E via com orgulho, meu pai receber taças e diplomas de rádio-amadorismo (ver outro artigo que publicara antes: Os primeiros rádio-amadores de Cabo Verde). Quando entrei no ensino secundário, pude sentir na pele a sensação de receber diplomas de mérito (melhor aluno do Concelho da Praia por exemplo) e devido às minhas lides genealógicas, descobri diversos parentes que receberam condecorações e diplomas de mérito. Várias vezes já falei do contributo que Hilário Brito deu para a área das telecomunicações. Várias vezes tomei conhecimento de cerimónias solenes (por ocasião do 5 de Julho, dia da Independência) onde o Presidente da República agraciava diversos cidadãos pelos seus contributos à Nação. Estranhava e ficava triste por não ver meu progenitor entre os agraciados, sobretudo por muitos deles terem sido protagonistas de feitos, bem mais modestos do que o contributo de Hilário. . "Tudo aranha ten si sesta-fêra": é pois com manifesta satisfação, que tomei conhecimento, ontem dia 4 de Julho, que finalmente, Hilário Brito estaria entre os medalhados deste 34º Aniversário da Independência Nacional. Naturalmente, apressei-me a ir à cerimónia onde pude, não só pegar a medalha na mão, como tirar fotos históricas, ao lado do Presidente da República e de Hilário Brito. Para finalizar este artigo, queiram ter a bondade de apreciar a seguir, a montagem feita a partir da reportagem realizada pela TCV sobre a citada cerimónia:
.. .
publicado por jorsoubrito às 12:38 | link do post | comentar