Domingo, 07.02.10

Um gelado de natas coberto de farinha de bolacha chocolatada

No Domingo passado, minha filha Mélanie, continuando a seguir as peugadas da mãe, deleitou-nos com um gelado original, pois as bolachas que continha eram de cor de chocolate. Na realidade usara bolachas Maria de chocolate. Alguém me diz para colocar a receita neste blog; outra alega ser uma receita tão banal que não merece destaque. Como estava tão bom, resolvi na mesma partilhar com o mundo esta receita, quanto mais não seja, pela foto do mesmo gelado, que ficou interessante. (será que gatos gostam de gelados?)
 
 
Gelado de natas com um toque da Mélanie

 

Ingredientes

 

  • 3 pacotes (de 200ml) de nata
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher de sopa de baunilha
  • 1 pacote de bolachas Maria de chocolate
 
 
Com a ajuda de uma batedeira eléctrica, bater as natas até obter um consistência cremosa. Juntar o leite condensado e continuar a bater. Por fim, verter a baunilha no creme, homogeneizar e ... já está!
 

Verter o creme num recipiente de vidro, intercalando com camadas de farinha de bolacha. A última camada é de bolachas trituradas. Vai então ao congelador.

sinto-me:
tags:
publicado por jorsoubrito às 08:06 | link do post | comentar
Domingo, 21.06.09

Alexandre o Grande, biscoitos gregos e Bach

.

No ano de 365 ac nascia a 21 de Junho, Alexandre III (o Grande) da Macedónia. Embora esta data de 21 não faça a unanimidade, o certo é que ela é singular, pois representa o momento em que no hemisfério onde nasceu Alexandre, o Sol está mais tempo no firmamento, ou seja é o Solstício "de Verão". Com o calor que já se faz sentir neste 1º dia de Verão, bem me apetecia estar de férias à beira-mar, de preferência numa ilha grega comendo biscoitos de amêndoa. Mas ... a ilha grega não está à mão de semear.
.
Porém, estes biscoitos estão! Acabo de comer alguns dos que Garda, (minha mulher) fez ontem. Esta receita muito antiga, viajou da Grécia até ao Porto Grande no Mindelo e acabou por ser trazida para a cozinha de minha casa, onde foi retocada por Garda. NB: existe uma outra versão desta receita de biscoitos gregos, chamados também de Kurabie, mas que têm outro gosto (devido ao cognac, às gemas e à baunilha). Se há momentos, onde o sublime do gosto, advém da mistura multi-sabores, também os há, onde a intensidade gustativa provém da simplicidade da mistura dos ingredientes vedeta (neste caso as amêndoas torradas, a manteiga e o açúcar)
 
Quem sabe após suas campanhas, o grande Alexandre, não se consentia a pequenos prazeres gustativos, saboreando biscoitos de amêndoa como estes:
Biscoitos gregos com o toque especial de Garda
  • 100g de amêndoas (com peles) torradas e moídas
  • 125 g de açúcar pilé
  • 250 g de manteiga
  • 500 g de farinha de trigo
Misture (incorpore) o açúcar e a manteiga à amêndoa torrada e moída (grão fino) e depois de bem ligados, junte aos poucos a farinha de trigo. Em seguida deite a massa sobre uma superfície lisa e com um rolo, abra a massa até obter uns 4 mm de espessura. Recorte biscoitos em forma de meia-lua e coloque-os num tabuleiro forrado de papel vegetal untado de manteiga. Leve ao forno por alguns minutos (até ficarem com um tom amarelo-torrado). Retire os biscoitos do tabuleiro e polvilhe abundantemente com açúcar pilé. Disponhe-os a seu gosto, num prato de servir.
~~~~//~~~~
Bem, vou agora comer mais alguns biscoitos, ao som de Johann Sebastian Bach, neste dia sublime em que meu filho Mauro vai receber sua fita de finalista do liceu e em que se comemora o aniversário do nascimento de um dos filhos (este) do mais brilhante compositor da vasta família Bach, a maioria músicos de renome. Mas, não fiquem com ciúmes, aqui vos ofereço a Ária que vou ouvir, (a primeira de J.S.Bach que ouvi de um disco em vinil, a mim oferecido aos 9 anos) fantàsticamente interpretada por Sarah Chang a não menos fantástica e linda violinista americano-coreana, actualmente reconhecida através do Mundo, como:
 
"...one of classical music’s most captivating and gifted performers. One of the most remarkable violinists of any generation..."
.. .
sinto-me:
publicado por jorsoubrito às 08:33 | link do post | comentar
Domingo, 18.01.09

O celestial bolo de chocolate de Garda

. O bolo mais apreciado por todos os privilegiados a quem minha mulher oferece bolos, é indubitavelmente o seu bolo de chocolate.
Ela vem aperfeiçoando a receita ao longo dos anos e nunca me deixou reproduzi-la neste blog. Resolvi transgredir e roubar-lhe um de seus salpicados canhenhos, onde encontrei uma página encabeçada pelo título "bolo de chocolate". Porém, há dois minutos, passou ela atrás de mim e rematou que essa era sim, uma das receitas já desactualizadas.
Que responsabilidade a minha, em trazer esta "versão beta" , mesmo assim ao vosso conhecimento! Ei-la:
Bolo de Chocolate
Ingredientes 1 copo e meio de açúcar 11 ovos 1 copo e meio de óleo 1 copo e meio de farinha 2 pacotes de baking powder 1 pitada de bicarbonato de sódio 4 colheres de sopa de cacau meio copo de água morna 2 colheres de sopa de cacau ou chocolate em pó 2 colheres de sopa de aguardente de cana 200g de chocolate em barra
Bater muito bem dez gemas com o açúcar. Adicionar o óleo, farinha baking powder, cacau, água morna. Adicionar agora as 2 colheres de cacau/chocolate em pó, o 11º ovo (por inteiro) a aguardente, o bicarbonato e o chocolate derretido. A clara em castelo será acrescida com cuidado e levemente.
Acho que os segredos estariam na escolha de boas marcas desses ingredientes.
Para a cobertura, ela aconselha um creme de chocolate em barra derretido, a que se adicionam leite condensado e natas. Creio que, conforme a dose destes ingredientes, se consegue uma diferente textura e brilho, como se pode ver ao lado na foto dum destes bolos (que ela fizera aquando de um aniversário).
tags:
publicado por jorsoubrito às 09:33 | link do post | comentar
Domingo, 21.09.08

Pudim de coco com um quê de butterscotch

Cheguei sonolento de uma viagem nocturna da TAP e encontrei à minha espera, um magnífico pudim que minha filha confeccionou expressamente para mim. Ela dormia nesse momento, mas minha mulher deixou-me entender que seria bom que comesse um pouco para não defraudar as expectativas da adolescente que o fizera com tanto carinho.

Assim o fiz e meu palato e pituitária me deram todas as indicações de que tinha uma nova estrela da pastelaria na minha família: Mélanie Sofia. Disse logo à Garda que ela já tinha uma sucessora na arte pasteleira e quiçá uma rival!

No dia seguinte, todos se deleitaram com esta sobremesa e tive de pedir uma trégua para poder tirar uma fotografia do último pedaço remanescente, porque tencionava valorizar o famoso pudim neste blog.

A seguir a receita deste pudim de coco, que minha filha viu num programa brasileiro na televisão e à qual lhe deu seu toque pessoal. Eis a receita melhorada, que é tão simples e barata de fazer, mas cujo gosto é sublime:

Pudim de coco à moda da Mélanie

Ingredientes

50g de manteiga
150g de coco ralado
1 lata de leite condensado
1 lata de leite de coco
3 ovos



Colocar todos os ingredientes num simples liquidificador e bater por alguns minutos até obter uma mistura homogénea. Entretanto, revestir uma forma de pudim com açúcar queimado (sobre o qual se unta com boa manteiga e salpicos de baunilha - segredo da Mélanie). Verter a mistura na forma, colocá-la em banho-maria dentro de um forno pré-aquecido e contar uns 40 minutos para retirar o conjunto do forno.

Como vêem é simples de fazer e o truque da Mélanie dá-lhe esse travo de butterscotch.


tags:
publicado por jorsoubrito às 18:47 | link do post | comentar
Domingo, 20.07.08

Torta Panamá, uma torta de se lhe retirar o chapéu (de Panamá?)

Receita muito antiga, bolo preferido de minha mãe, que o fazia de vez em quando, agora recuperada e melhorada por Garda (minha mulher).

Porque se chamaria "Panamá"? Não se esqueçam que esse país é produtor de cacau (aliás os efeitos terapêuticos do cacau, foram primeiramente observados em índios panamenhos) e muitas receitas panamenhas usam o cacau directamente retirado das sementes do fruto, acabadinhas de torrar!

Antes de irmos para a receita, devo-vos dizer que é um bolo (a torta não foi enrolada mas acamada como um bolo) extraordinário, digno "de se tirar o chapéu". Esta expressão idiomática ser-vos-á convenientemente explicada após um clique na frase. Porém, o chapéu a tirar, não seria bem o do Panamá: clique em "Chapéu do Panamá" para conhecer a história desse famoso chapéu.

Torta Panamá melhorada por Garda

  • 150g de açúcar
  • 6 ovos
  • 2 colheres e meia (de sopa) de chocolate
  • 150g de nozes moídas

Batem-se seis gemas com 150g de açúcar, até se obter uma consistência de pão-de-ló. Depois de bem batida, juntam-se as 2 colheres e meia (das de sopa) de chocolate (de preferência ralado a partir de chocolate em barra), 150g de nozes moídas e por último, as seis claras batidas em castelo (bem firmes) mexendo lentamente (este é um dos segredos). Verter a massa num tabuleiro levemente untado e enfarinhado rectangular e levar ao forno (pré-aquecido) durante 30 minutos. Depois de assado, em vez de o enrolar como uma torta, cortar ao meio (de modo a ter quase dois quadrados) e empilhar as duas partes em sanduíche com um recheio chocolatado (que servirá também de cobertura.

Recheio:

Batem-se 150g de açúcar e 150g de boa manteiga, até ficar em creme fino. Juntam-se 2 gemas, 3 colheres de sopa de chocolate (em pó ou ralado) e, por último, 1 clara em castelo. Recheia-se e cobre-se com o resto. Decora-se com meias-nozes a gosto.

Bom proveito!
publicado por jorsoubrito às 16:39 | link do post | comentar
Domingo, 13.04.08

Bolo de Congelador...Gelado do Amor !


Garda adora fazer este bolo-gelado em ocasiões especiais. Receita antiga do tempo dos primeiros congeladores.

Bolo de Congelador

Ingredientes

200g de manteiga
100g de chocolate em barra
125g de açúcar
3 ovos
250g de bolacha Maria

Derreter a manteiga e bater.
Derreter o chocolate em banho maria e misturar à manteiga
, juntando também o açúcar.
Deitar os ovos um a um e continuar a bater durante 20 minutos.
Partir as bolachas ao meio, humedecer cada metade ligeiramente em café preto e dispo-las numa forma que vá ao congelador (de preferência em vidro ou loiça) do seguinte modo:
  • 1ª camada do creme acima preparado
  • 2ª camada de bolachas
  • 3ª camada do creme
e assim sucessivamente, terminando por uma camada de creme.

Polvilhar com raspas de chocolate e levar ao congelador por 24horas.

Bom deleite deste cremoso bolo gelado!
tags:
publicado por jorsoubrito às 21:10 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 06.01.08

Como é deliciosa a Delícia da Garda

Após a Delícia de Ananás eis que Garda nos apresenta a receita da simples Delícia. Esta é uma receita muito antiga que lhe foi passada pela sogra e que Garda deu o seu habitual toque de mestre

Delícia

Ingredientes

400g de açúcar

400g de manteiga
4 ovos
500g de farinha
1 pacote e meio de baking powder
coco ralado, q.b.
1 chávena de leite de coco
creme de Custard

Batem-se muito bem a manteiga com o açúcar, juntam-se as gemas, o leite de coco, a farinha, o baking powder e por último as quatro claras em castelo. Vai ao forno em forma untada de manteiga e polvilhada de farinha.

Depois de assado, corta-se o bolo, recheia-se e cobre-se com um creme leve de Custard (fazê-lo ligeiramente doce). Em seguida polvilha-se o bolo com coco acabado de ralar (coco fresco e não seco).
tags:
publicado por jorsoubrito às 22:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 25.11.07

O caramelizado bolo de ananás feito por Garda

Eis a receita deste maravilhoso bolo de ananás que Garda tão bem sabe fazer.

Delícia de Ananás

Ingredientes para a massa

225g de açúcar

200g de manteiga
6 ovos
265g de farinha

2 colheres de chá de baking powder
1 lata de ananás (separar metade da calda e duas rodelas de ananás para incorporar na massa)


Ingredientes para preparar o leito da forma rectangular (24x32cm)

130g de manteiga (manteiga mesmo, não um substituto)
230g de açúcar

Misture estes ingredientes e barre a forma rectangular com a mistura. O fundo da forma deve levar uma camada dessa massa. Sobre este leito açucarado, disponha a seu critério, as rodelas de ananás. Se desejar, pode colocar cerejas nos buracos centrais das rodelas de ananás e passas à volta das citadas rodelas (poderá fazer isso também, depois do bolo estar assado).

Preparação da massa:

Bata a manteiga e o açúcar até se obter um creme. Junte as gemas, uma a uma, e continue a bater. Adicione a farinha e o baking powder. Incorpore a metade da calda na massa bem como as duas rodelas (previamente trituradas). Finalmente junte as claras batidas em castelo. Por fim, verse a massa do bolo sobre o leito preparado na forma e leve ao forno. Deixe assar até obter o tom caramelizado característico.


tags:
publicado por jorsoubrito às 22:16 | link do post | comentar
Domingo, 21.10.07

Bolo de coco com cobertura de chocolate

Bolo de coco à moda da Garda

    350g de açúcar
    370g de manteiga
    6 ovos
    400g de farinha

    1 pacote e meio de baking powder
    2 pitadas de erva-doce
    1 chávena bem cheia de coco ralado
    1 pacote (125 ml) de leite de coco.

    Bate-se a manteiga com o açúcar até se obter um creme, juntam-se as gemas e continua-se a bater a massa (deve ficar muito bem batida). Adicionam-se as farinhas e demais ingredientes. Por último juntam-se as claras em castelo. Vai ao forno (este deverá ser pré-aquecido a uma elevada temperatura) em forma untada de manteiga e polvilhada de farinha. Depois de assado, corta-se o bolo ao meio, recheia-se e cobre-se ou com chocolate ou com um creme de coco. Decore a seu gosto

    para o recheio:
    • 1 coco ralado
    • leite condensado q.b.
    • 1 colher de sopa de manteiga
    • 1 pacote (125ml) de leite de coco
    • 1 pitada de noz-moscada
    Misturam-se estes ingredientes e leva-se a lume brando até à cozedura total do coco

    para a cobertura:
    • chocolate (culinário) em barra q.b.
    • uma lata de leite condensado q.b.
    Se desejar, pode substituir a cobertura de chocolate, por uma de coco (a mesma mistura que usou para o recheio)


    tags:
    publicado por jorsoubrito às 14:19 | link do post | comentar
    Domingo, 03.06.07

    Tragamos a claro o Bolo Escuro de Garda !

    Eis que Garda faz de novo um passe mágico e ressurge o seu famoso Bolo Escuro. Famoso porque sendo sempre uma delícia, de cada vez que o faz sai com um sabor diferente! Nem ela sabe bem porquê. O certo é que ninguém se queixou até agora.


    Bolo Escuro à moda da Garda
    • 300g de açúcar
    • 600g de manteiga derretida
    • 10 ovos
    • 2 pacotes de baking powder
    • 500g de farinha
    • 1/2 chávena de "mel-de-cana"
    • 1 chávena de açúcar queimado
    • 1 chávena de bebidas misturadas: aguardente de cana, vinho do Porto e whisky.
    • 1 chávena e meia de frutas cristalizadas, nozes e corintos (doseados a seu gosto)
    • até (a seu gosto) 1 colher de chá de: noz moscada, de cravinho, de erva doce e de canela
    • Raspa de um limão (lima de preferência)
    NB: se não tiver mel-de-cana, use 400g de açúcar em vez de 300g

    Derreta a manteiga (não é margarina nem é "Planta") e misture o açúcar (o primeiro segredo está em bater estes ingredientes muito bem!) . Acrescente as gemas uma a uma batendo sempre (guarde as claras para as adicionar no fim, batidas em castelo) .

    Após bem batida, adicione a farinha misturada com o fermento (baking powder) e continue a bater. Vêm agora o mel-de-cana, as bebidas e as especiarias (cravinho, etc).

    Em seguida, juntam-se as claras batidas em castelo, o açúcar queimado e as frutas cristalizadas, nozes e corintos (ou passas).

    NB: as frutas cristalizadas sortidas, os corintos e as nozes devem ser previamente picadas em pedacinhos e enfarinhadas.

    Segundo segredo: Deixe as frutas cristalizadas, os coríntios e as nozes, macerar durante um a dois dias, na mistura de bebidas à qual se juntaram as especiarias. No momento da feitura do bolo, coe as partes sólidas que serão de seguida enfarinhadas e verta o líquido na massa do bolo (as adições são nos momentos indicados na receita)

    Vai ao forno pré-aquecido, em forma bem untada de manteiga e polvilhada de farinha.

    Que tal saborear o bolo com um "Blue Coração", para variar ao clássico vinho do Porto!
    tags:
    publicado por jorsoubrito às 13:53 | link do post | comentar

    Mais sobre mim

    Posts recentes

    pesquisar neste blog

     

    tags

    Subscrever

    Feedback

    • Caro colega, sou frances radicado no brasil desde ...
    • Prezados amigos,verifiquei que não sou o unico a p...
    • sou um militar da reserva da marinha do brasil, fi...
    • Olá, perdôe-me entrar assim sem convite, mas pesqu...
    • 73 de PY3FBI Pacheco Qth Porto Alegre RS Brasil.Mu...
    • boa tarde caro amigo,como voce eu tambem morei no ...
    • Bonita história!Carrega no link http://www.barrosb...
    • Ola boa tarde .Eu me interesso muito pelo radio am...
    • Ola JprgeE com prazer que leio as historias da nos...
    • Gostei do layout do blog em que representa lembran...

    Mais comentados

    arquivos

    blogs SAPO

    Visitas